segunda-feira, 18 de junho de 2012

Relato de Parto - Parte 2

(Mais um post muito grande, prometi detalhes, lembram??)

Cont...
Chegando no pré parto me apresentaram as duas enfermeiras que iriam cuidar de mim, Daniele e Daniela, uma delas era minha vizinha na infância, rs.
Fiquei o tempo todo com o aparelho do cardiotoco pra monitorar o bebê e as contrações.
Elas voltaram a ficar desregulares, a dor era grande, uma cólica bem dolorida, mas nada mais que uma cólica, e dá pra aguentar sim!
Cheguei no pré parto por volta das 22h00. Tomei um soro puro, e o tempo todo as enfermeiras estava em contato com a Dra. Janifer informando meu estado. (Esqueci de comentar que no primeiro toque que fizeram ainda no PA, começou a sangrar muito.)
Uma bela hora me avisaram que iam me deixar na ocitocina pra dilatar mais rápido, gelei, mas tinha que aguentar, já que cheguei até lá não iria desistir no meio do caminho.
Lá vem a bendita e temida ocitocina, fiquei cerca de 30 minutos com ela, e as contrações estavam cada vez mais fortes, e vindo em menos tempo. Nesse meio tempo fui ao banheiro e vi que meu tampão estava saindo horrores, muita gosma com sangue, eca, desculpem as coisas nojentas, mas disse que seria detalhista.

Fizeram um toque em mim pra saber se estava dilatando, e pra minha surpresa estava com 7cm já! Muito rápido! Pensei: Mais um cm e poderei tomar a anestesia (sim fui frangote e pedi anestesia... hahahaha).
Nesse toque ela constatou que estava com o colo médio e alto ainda, ou seja, tudo indicava que ficaria bastante tempo em trabalho de parto ainda... e ela com a mão lá dentro (imaginem a sensação) mandou eu fazer força... ''o que??? mas já? e a anestesia??????''. Me desesperei pois a dor era absurda! E ela disse que estava fazendo pro meu bem, já que queria PN tinha que fazer força enquanto ela puxava e tentava ''baxar'' meu útero com a mão!? Isso SEM anestesia! Essa foi a pior parte do processo, vai por mim.
Fiz a tal da força, e ela fez o que tinha que fazer lá dentro de mim, rs... em seguida pegou o telefone e ligou para a Dra dizendo que estava pronta que ela podia ir até o hospital já...
Não demorou muito e lá estava a Dra que iria cuidar de nós no lugar do Dr. David, um amorzinho de pessoa, me tranquilizou, até colocar a mão na bendita novamente pra verificar a dilatação (como esse toque dói! Não doía, mas quando se está em trabalho de parto fica quase que insuportável de aguentar), nesse último toque que a Dra fez ela pegou um ferro comprido e estourou minha bolsa, uma sensação estranha, pois era muuuuuita água. Parecia um xixizão sem fim, hahaha.

Me passaram pra uma outra maca e me levaram pra sala de parto, era completamente diferente de tudo que imaginava, pequena, e me dava medo, com uma cama bem estreita e lugares pra eu colocar meus pés e barras pra segurar (era sala para parto normal) não tinha muitos instrumentos cirúrgicos.
Colocaram meu nome na lousa (não sei pra que) e em seguida veio a salvadora da anestesista.
 Marcou minha coluna e a enfermeira segurou meus ombros e mandou eu sentar de indiozinho, mandou eu relaxar os ombros e não me mexer. Na boa? Como??
A picada da anestesia não doeu, mas quando ela enfiou aquele ferrinho pelo cateter  na minha coluna sentia ele chegando no meu útero, e acabei confundindo a sensação com uma contração e pedi pra parar, pois ia acabar me mexendo.
E lá vamos nós outra vez... relaxar os ombros e não se mexer... consegui fazer isso apesar da dor que sentia no útero, ou seja lá onde foi que doeu, pois nem me lembro direito, rs.
Em questão de segundos comecei a coçar o nariz, hahahahaha. Era a bendita fazendo efeito, e mesmo naquela situação constrangedora eu continuava a rir e fazer piadas e zoar, como fiz no pré parto o tempo inteiro, pois se ficasse quieta parecia que doía mais... então eu perguntava TUDO pras enfermeiras, conversei bastante, demos muitas risadas e isso me ajudou a relaxar.
Voltando, a bendita fez efeito em segundos, senti da cintura pra baixo formigar e ficar quentinho, e já me colocaram na posição mais linda do mundo (ironia), com uma luz para minha ''menina'', e mandaram eu fazer força. Falei: ''mas já!?''
Pensei que ia demorar ainda um bom tempo ali, pois o bebê ainda estava alto, mas engano meu, nessa hora não sentia dor nenhuma, e fazia força quando me avisavam que estava tendo uma contração.
Segurei o ar, e fiz o máximo de força que podia....
 Na segunda vez que fiz força a médica disse: ''isso está fazendo direitinho!!! Eita mulher ''parideira'', vai ter uns 10!'' (Não doutora, 10 não!!!) E disse que estava vendo a cabeça dele já, e as enfermeiras que estava lá foram lá olhar também. Imaginem a situação!? rs.
A Dra disse: ''é careca!'' Comecei a rir e a dizer que queria muito um bebê careca, pois acho lindo, pois parecem bonecas!
A terceira vez que fiz força ela disse: ''saiu a cabeça! só mais uma força!'' e.... NASCEU!!!!!!!!!!!
Me mostraram minha cria todo sujinho e em questão de segundos ele abriu o berreiro, parou, espirrou duas vezes, e voltou a abrir o berreiro...
Senti tudinho, sem dor, mas senti sair a cabeça,  o corpinho, o cordão batendo na minha perna... foi uma sensação maravilhosa e única! Primeira coisa que fiz enquanto a pediatra examinava e limpavam ele foi olhar no relógio que tinha ao lado da cama, e lá marcava 23h26.
Meu filhote nasceu dia 8/06/12, 23h26 pesando 3.130kg medindo 48cm.
Levaram ele até mim, todo peladinho com uma toquinha pra eu dar um beijinho nele enquanto me costuravam, e ele estava fazendo um bico de sentido, e babando muito, chegava até a formar espuma em sua boca. Que dó! Lindo, ruivo igual a mamãe...
Levaram ele pra tomar banho de luz, onde minha mãe, irmão, marido e amiga aguardavam.

Não toquei no assunto antes, mas não quis que ninguém assistindo meu parto, primeiro que se alguém entrasse ficaria 2 minutos lá dentro, pois a médica mandou chamar o pai quando ela estava vendo a cabeça do neném, e ele chegaria só pra ver ele sair, e pronto... e segundo, achei que esse era um momento muito meu, fui egoísta sim! Pois era um momento mãe e filho. Sempre quis que meu marido assistisse o parto, mas na hora H, pedi pra não chamar ele, nem ngm. Queria que fosse só eu e o Pedro ali... e mais um harém de mulheres, pois tinha contando comigo 5 mulheres na sala de parto..hahahahaha. Pedrinho nasceu muuuito bem!

cont...



6 comentários:

  1. Oiii, acabei de conhecer seu blog, e seu baby tbem, que tem poucos dias que chegou ne. Lindo, um fofo, sinto saudades quando o meu era desse tamanho..
    Tenho 18 anos e tenho um filho de 10 meses!
    Estou te seguindo.

    Oi! Tem sorteio lá no blog, dê uma conferida e participe www.vida-baby.blogspot.com

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Te achei no mundo blogueiro, AMEI o relato do seu parto, estou te seguindo. Vá me visitar no meu blog para conhecer meu Príncipe.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Que relato bem detalhado, parabéns!
    Só me amoleceu as pernas rsss

    Bjos em vc e no Pedro

    Dani
    www.blogparaobebe.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Que fofo , Felicidades Pra vc e Pra sua familia e mt saude Pro seu bb ♥
    Beijos , Regielle
    http://gravidaaaos16.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O menina! FELICIDADES pra vc, agora no comecinho é assim mesmo, já já vc tira tudo de letra!

    Bjào.

    ResponderExcluir
  6. Oi Ketty, li seu relato de parto, bem que você falou que era enoorme.. rs
    Mas tive paciencia, e valeu muito a pena!
    Eu adorei... Senti cada emoção nas suas palavras! :')

    Bjs

    ResponderExcluir